Dolores Fender

Novos caminhos

Textos


 
De Pernas Pro Ar

Não preciso fazer nada

Posso ficar aqui deitada
Com as pernas pro ar.
 
Nesta vida indolente
Faço cara de inocente
E deixo o tempo passar.
 
Ele não passa
Segue lento
Não me aguento
Como cansa descansar!
 
Mas não tenho outra saída
Descansar é minha sina
Fecho então a cortina
Para o sol não me incomodar.
 
E no sofá aqui deitada
Espero a nova alvorada
Pra ficar sem fazer nada
Até a morte chegar.
 
Dolores Fender
01/02/2018

 
Dolores Fender
Enviado por Dolores Fender em 01/02/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras