Dolores Fender

Novos caminhos

Textos




O Porquinho Guloso

Este porquinho está dormindo
Mas vou contar pra vocês
O que um dia
Ele fez.

Ele adora comer milho
E foi correndo ao celeiro
Lá encontrou seu Zé dormindo
Pegou uma espiga e saiu sorrateiro.

Como não se contentasse com uma
Muitas vezes foi e voltou
E quando estava na sexta
Seu Zé acordou.

Correu atrás do porquinho
Que fugiu apressado
Seu Zé ficou tão bravo
Que quis comer porco assado.

A sorte do porquinho
Foi que sua mãe o salvou
Correndo atrás do seu Zé
Que um bom tombo levou.


Dona porca ficou muito brava
Com o seu filho porquinho
Disse-lhe que se não a obedecesse
Ia virar torresminho.

O porquinho encolheu-se num canto
Todo amuado
Mas como não tinha outro jeito
Atendeu da mãe o recado.

Hoje já é pai de família
E um porcão bem comportado!



Dolores Fender
23/11/2016



 
Dolores Fender
Enviado por Dolores Fender em 07/02/2018
Alterado em 07/02/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras