Dolores Fender

Novos caminhos

Textos


Na gota de água que evapora
 
 
 Na gota de água que evapora saída da rosa aberta em flor
Está contida a sua essência seu perfume, sua cor
Sobe ao céu, vira nuvem e volta de novo ao chão
Alimenta a raiz da planta ou cai direto ao mar
Para de novo retomar o círculo da criação.
 
Assim como na gota de água que evapora
Saída das profundezas do mar
Está contida a sua essência, seu aroma e seus sais
Na gota de água que evaporava saída dos meus olhos
Estavam contidos todos os meus ais
Que subiam num arco Iris de dores
Gota por gota refletindo
 Todos os meus desamores
Depois desciam num rosário de lágrimas
Com contas transparentes
Com imagens marcadas
Das incontáveis decepções
Dos amores imperfeitos
Que se despetalaram no tempo
E marcam o meu rosto
Com rugas de sofrimento
Onde as lágrimas não rolam mais
Onde não há nenhuma gota de água
De onde a dor não pode evaporar.
 
Dolores Fender
14/02/2018
Dolores Fender
Enviado por Dolores Fender em 15/03/2018


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras